Fotógrafo registra imagens com uma câmera de 130 anos!

Hoje em dia é muito fácil fotografar, já que temos câmeras sempre disponíveis em nossos smartphones e tablets. É cada dia mais raro encontrar pessoas que fotografem utilizando filme. Agora imagine carregar por aí uma câmera de 130 anos… Jonathan Keys, de Newcastle (Inglaterra), faz isso há mais de três anos!

jonatha-keys-camera-de-130-anos

Jonathan utiliza uma câmera 10×8 Circa, fabricada na década de 1880, para registrar ruas e pessoas. O desafio é maior do que você pode imaginar! Ele consegue capturar de duas a seis fotografias por dia, porque cada imagem precisa de até 15 minutos para ser concluída. O mais curioso é que a maior parte do tempo é investida no preparo do material utilizado, e não na exposição.

Essa câmera de 130 anos utiliza um processo chamado colódio úmido. O colódio é uma mistura de nitrato de celulose, álcool e éter, que permite unir sais de prata em placas de vidro para gerar as imagens posteriormente. O inventor desse método foi, o também inglês, Frederick Scott Archer (1813-1857). Quando as pessoas se surpreendem com o tempo gasto por fotografia, Jonathan explica:

“O processo é muito parecido com o da Polaroid. Depois que você faz uma foto, pode seguir em frente e produzir outra sem se preocupar em editar depois. Na teoria é mais rápido, porque muitos fotógrafos gastam horas em edições no Photoshop.”

 

Como funciona?

O processo começa no laboratório, onde ele aplica o colódio em um dos lados da placa de vidro e depois a mergulha em nitrato de prata, fazendo com que fique sensível à luz. A placa é colocada dentro da câmera, enquanto ainda está no laboratório. Então ele define qual foto quer fazer, leva a câmera até o local e retira a tampa da lente.

Não há regra para a exposição, ele é quem decide o tempo necessário para cada imagem. Depois, a câmera volta para o laboratório, onde Jonathan retira a placa e inicia a revelação, com um processo muito parecido realizado em filmes negativos convencionais. Para entender melhor o processo de colódio úmido, assista ao vídeo:

[notification type=”notification_mark” ]Curiosidade: As imagens nas placas podem ser conservadas durante anos, depois de seladas com verniz, que impede a oxidação da prata.[/notification]

Legal né? Veja algumas fotos registradas pelo fotógrafo abaixo. Se preferir, clique aqui e visite o Flickr dele.

Este slideshow necessita de JavaScript.

[notification type=”notification_info” ]Fonte: Daily Mail → Photographer uses 130-year-old plate camera to capture pictures of modern Britain[/notification]

Deixe uma resposta